terça-feira, 29 de Janeiro de 2008

A raiz quadrada de -1

.

Nada ofusca tanto a Razão como o disforme. E, no entanto, desde os infinitos das matemáticas, aos números imaginários, casando nos sistemas fractais com que a natureza nos inunda, desde os quarks às galáxias e beyond, a forma é apenas aparição fugaz do informe. Pelo menos à escala computacional de que dispomos, qualquer árvore ou nuvem transcende completamente os parcos limites da nossa razão.

O mundo apresenta-se invisível, como que camuflado, e tudo o que vemos dele é a aparente simplicidade da casca exterior, os padrões que os nossos olhos e outros sentidos aprenderam, ao longo de biliões de biliões de gerações, a reconhecer.

Apesar de vivermos invisivelmente imersos no que aos nossos olhos só pode ser visto como disforme, a nossa vida sustenta-se no encontro com as regularidades. Os dias e as noites, as plantações e domesticação, os computadores, a electricidade que faz a tecnologia vibrar. Tudo isso permanece um mistério gritante do qual só sabemos uma parte infinitesimal. No entanto, magicamente, misteriosamente, a regularidade permanece, e permanece há tantas gerações...

Enquanto animais gostamos de confiar na regularidade. O leão pensa que a gazela irá sempre aparecer, saborosa, à hora e local marcado, sem se preocupar com o quê e o porquê. Só um Leão encantado com a beleza e mistério da paisagem se perguntaria "porquê?".

Na sociedade humana muitos dos (poucos) humanos que permaneceram despertamente encantados na idade adulta deixaram símbolos, chaves para os seus pensamentos, que procuravam que fossem também chaves para a realidade. A pouco e pouco, milénio atrás de milénio, um corpo de chaves foi sendo encontrado que revelava os segredos da dinâmica, da geometria e matemática, da astronomia. Hoje os seres encantados continuam a procurar, portas do inefável mistério, mas muitos outros limitam-se a aproveitar a viagem... vão nos ombros de gigantes e pensam que a gazela estará lá à hora e local marcado.

No fundo, todos estão encantados, por distintos mistérios, por toques e magias, de dedos e mãos, de energias e ventos indizíveis... neste blog vamos dar ouvidos ao mistério que nem é por acaso nem tem causa concebível...

Afinal, qual é a raiz quadrada de menos 1?

3 comentários:

Anónimo disse...

Raiz quadrada de -1 é -1

Fábio disse...

É, não! É "i".

Cassiano disse...

Raiz de -1 = i . não pode ser -1 pois -1 x -1 = 1.