quinta-feira, 9 de abril de 2015

Qual é a coisa, qual é ela, que quanto mais se olha, menos se vê?

É o Sol!

A não ser que se pense cuidadosamente sobre o assunto durante muitas gerações:

http://www.skyandtelescope.com/observing/observing-the-sun/

Mas, de forma geral, sabemos apenas que está lá, lemos o que outros descobriram sobre ele, mas, o que ele é realmente, escapa-nos completamente à compreensão.

Assim como tudo o resto.

Vivemos no desconhecido.

Felizmente temos os pensamentos para nos escudarem desse facto.
Às tantas até parece que sabemos!!
Yupi!!

não. oh ilusão! estou farto da loucura de ser humano.

W. Shakespeare

Mas ainda não estou farto da oportunidade de existir, de aprender, de fazer uma diferença e ver como isso se repercute pela existência fora. Não estou farto de ouvir e falar, de respirar...

O Shakespeare  dizia que «choramos ao nascer porque viemos parar a este grande palco de dementes", mas a verdade é que o choro ajuda a desimpedir os brônquios... é um passo para poder rir e amar.